Brasileiros devem aumentar em 14% gastos com brinquedos

Consumo irá superar marca de R$ 6 bilhões em 2012, segundo pesquisa do Ibope. Somente no Dia das Crianças, vendas subiram 7,7%

Venda de brinquedos depende cada vez menos das datas especiais. Foto: Agência Brasil

O aumento do consumo da população brasileira atinge não apenas os itens básicos de consumo – como alimentação, vestuário e gastos com saúde e educação – mas ganham corpo também nos setores de lazer e entretenimento. Um dos reflexos deste incremento está no aumento das vendas de brinquedos: dados do Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência, mostram que os brasileiros devem gastar R$ 6,02 bilhões até o final do ano, um aumento de 14% em comparação com 2011.

O maior potencial de consumo é da classe B, que corresponde a 24,45% dos domicílios e deve responder por quase metade desses gastos (46,50%). No entanto, o crescimento este ano é embalado pelo aumento no poder aquisitivo da classe C, que responderá por 34,64% do total.

O Sudeste será responsável pela maior parte do consumo (53,29%), com estimativa de gasto de R$ 42,53 per capita ao ano. A segunda região do País que mais compra estes produtos é a região Sul, responsável por 17,33% do consumo, com gasto per capita maior do que no Sudeste, que é de R$ 44,50. O menor consumo está na região Norte, com apenas 5,80% do total e média de R$ 29,21 por pessoa.

Na análise por classe e por região do País, a classe B continua na frente em todas as regiões. No Sudeste, ela será responsável por gastos de R$ 1,65 bilhão. A classe C, também do Sudeste, aparece na sequência, com consumo estimado em R$ 1,02 bilhão. O menor gasto deve ser dos moradores do Centro-Oeste, pertencentes às classes D e E, de R$ 22,69 milhões.

DIA DAS CRIANÇAS

O otimismo do setor se consolida com o crescimento registrado na semana do Dia das Crianças. Segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, as vendas realizadas entre os dias 5 e 11 de outubro cresceram 7,7% na comparação com igual período de 2011. No ano passado, o crescimento havia sido de 5,8% em relação a 2010.

As vendas realizadas no final de semana que antecedeu o Dia das Crianças tiveram uma elevação de 4,2% ante o final de semana equivalente de 2011 (07 a 09 de outubro).

O que chama a atenção, na análise destes dados, é ver que a data mais importante para a venda de brinquedos – o Dia das Crianças – registrou um crescimento nas vendas inferior à projeção para todo o ano. Desta forma, é possível concluir que as vendas de brinquedos apresentam resultados positivos durante todo o ano e dependem um pouco menos destas datas especiais.